Esporte na Tela

Time de esgrima dos EUA protesta contra um de seus integrantes

Alen Hadzi, suplente da seleção, foi acusado de assédio sexual por três mulheres, e os outros integrantes da delegação de esgrima usaram máscara rosa como forma de apoio às vítimas
Foto: Reprodução Atletas de esgrima dos EUA protestam contra integrante e usam máscara rosa
Atletas de esgrima dos EUA protestam contra integrante e usam máscara rosa

Durante a apresentação da equipe de esgrima dos Estados Unidos realizou um protesto contra um de seus membros. Os atletas usaram máscaras rosas como forma de apoio às vítimas que denunciaram o suplente, Alen Haszi, por assédio sexual.

Os atletas, Jacob Hoyle, Curtis McDowald e Yeisser Ramirez (da direita para a esquerda), que se apresentaram na última sexta-feira, para a disputa da categoria por equipes, se posicionaram contra o Hadzi.

Foto: Reprodução / Federação Internacional de Esgrima (FIE)Time de esgrima dos EUA protesta contra um dos integrantes, acusado por assédios sexuais
Time de esgrima dos EUA protesta contra um dos integrantes, acusado por assédios sexuais

Na competição, a Seleção Norte-americana foi eliminada pelo Japão pelo placar de 45 a 39 nas oitavas de final. Os japoneses faturaram a medalha de ouro na categoria, o Comitê Olímpico Russo ficou com a prata e a Coreia do Sul fechou o podium com o Bronze. Hadzi, suplente, não entrou em disputa.

CASO HADZI

O esgrimista de 29 anos, Alen Hadzi, foi denunciando antes de viajar para as Olímpiadas por três mulheres de assédio sexual. De acordo com as vítimas, os incidentes aconteceram entre os anos de 2013 e 2015. Duas das mulheres também são esgrimistas e conheceram o atleta durante a sua carreira na Universidade de Columbia.

Hadzi nega todas as acusações. O atleta, que não foi desconvocado por conta das acusações, viajou para o Japão em avião separado e estava treinando em um hotel. A decisão, de acordo com os diretores da delegação, foi tomada para manter a segurança dos atletas norte-americanos.

Hadzi foi temporariamente suspenso de quaisquer atividades de esgrima no dia 2 de junho, mas apelou e teve a decisão anulada ainda no mês passado, ocasionando a sua elegibilidade olímpica.