Esporte na Tela

Rebeca Andrade será a porta-bandeiras no encerramento das Olímpiadas

A ginasta conquistou um ouro e uma prata em Tóquio, vai representar o Brasil na cerimónia no próximo domingo
Foto: Ricardo Bufolin/ Panamerica Press/ CBG Rebeca Andrade com as medalhas das Olimpíadas
Rebeca Andrade com as medalhas das Olimpíadas

Com o fim das Olímpiadas de Tóquio chegando, a delegação brasileira definiu quem será a porta-bandeiras no enceramento do evento. A ginasta de 22 anos, Rebeca Andrade, vai representar o país na cerimônia, prevista para o próximo domingo.

A ginasta brasileira conquistou duas medalhas na competição: Uma prata no individual geral e um ouro no salto. Com as duas colocações no podium, Rebeca Andrade se tornou a primeira ginasta a conquistar uma medalha olímpica na história. Fora os dois títulos, a ginasta também se tornou a primeira mulher do país a conquistar duas medalhas em uma única edição das Olímpiadas.

O tema escolhido para o encerramento será “Mundos que compartilhamos”. O tema vai abordar a união, diversidade e inclusão com a proximidade dos Jogos Paraolímpicos, também realizados em Tóquio, que inicia no próximo dia 24 de agosto.

O Comitê Olímpico Brasileiro afirmou que o tema foi escolhido para transmitir a ideia de que, mesmo com a pandemia, continuamos compartilhando emoções, momentos e alegrias, e propondo uma reflexão para o futuro.

- Mesmo não podendo estar juntos, compartilhamos o mesmo momento, e isso é algo que nunca iremos esquecer. Acreditamos que esta mensagem saliente criará uma Cerimônia de Encerramento que abrirá as portas para um futuro melhor. Esperamos que esta cerimônia seja um momento para cada um de nós pensar sobre o que o futuro nos reserva – explicou o COB.

O encerramento vai manter o tradicional desfile das delegações que participaram dos eventos, mas com um número reduzido de participações. O encerramento também é um marco de passagem de Tóquio para Paris, como sede do evento em 2024