Esporte na Tela

Brasil assume volta a ponta da Liga das nações após vencer a Bélgica

O Brasil dominou a partida do início ao fim e venceu por 3x0
Foto: Divulgação/FIVB Seleção Brasileira vence a Bélgica por 3 sets a 0
Seleção Brasileira vence a Bélgica por 3 sets a 0

A Seleção Brasileira feminina de vôlei chegou a segunda posição da Liga das Nações após vencer a Bélgica por 3 sets a 0. Com Tandara em uma partida iluminada, a seleção pressionou do começo ao fim, e ficou com parciais de 25/18, 25/16 e 25/17.

Logo no início da partida, o Brasil mostrou um ritmo bem mais acelerado que o adversário. Com os contra-ataques encaixando com mais facilidade com a dupla Tandara e Gabi, a seleção brasileira abriu 9 a 4.  A Bélgica chegou a encostar, com 9 a 7, mas logo em seguida o a seleção brasileira voltou ao controle e abriu mais uma vez a vantagem com 13 a 9.  

Com a posse da bola, a seleção belga, comandada por Helborts, continuou atacando, mas o Brasil com a defesa sólida voltou a crescer na partida e com os vários erros da Bélgica no primeiro ser a diferença na pontuação continuou subindo e em um contra-ataque de Tandara o primeiro set terminou com 25 a 18.

O segundo set voltou no mesmo ritmo que o primeiro. Se apoiando mais no contra-ataque, as brasileiras já abriram uma diferença de 8 a 3. Na volta da parada técnica a seleção brasileira continuou na frente com 16 a 11. Na final da parcial a seleção cravou a vitória no set com 25 a 16.

No terceiro set, apesar da vantagem no placar, a seleção brasileira se manteve com a mesma cautela e seguiu jogando apenas nos contra-ataques das belgas e chegou com a vantagem de 8 a 5 de vantagem na primeira parada técnica. Na volta a Bélgica até voltou a crescer e virou para 9 a 8, mas logo em seguida a seleção brasileira imprimiu uma vantagem de 16 a 14. Após a última parada técnica Tandara mais uma vez chamou a responsabilidade de confirmou a vitória pelo placa de 25 a 17.

Com a vitória nessa segunda-feira, e os três pontos somados, a equipe de José Roberto Guimarães assume a segunda colocação na competição, somente atrás das americanas que estão invictas