Esporte na Tela

STJD aumenta punição para envolvidos em confusão na Copa do Nordeste

Nino, Jael e Mendoza pegam as penas mais pesadas, com dez jogos de suspensão cada
Foto: Thiago Gadelha/SVM Confusão entre Bahia e Ceará
Confusão entre Bahia e Ceará

Nesta quinta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decretou, após uma analise da briga na final da Copa do Nordeste, a ampliação da punição dos atletas envolvidos no conflito. Os jogadores do Bahia e Ceará, os finalistas, receberam também um aumento no valor da multa aplicada. O Bahia também foi punido com a perda de um mando de campo.

Na sumula da partida o árbitro da partida, Denis da Silva Ribeiro Serafim, detalhou a briga e expulsou cinco jogadores: Jael, Gabriel Dias e Mendoza, do Ceará, e Daniel e Juninho, do Bahia. O cinegrafista da TV Mares Verdes, Pj Lopes e Paulo Alberto, também capitou imagens da briga que também foi avaliado pelo STJD.

A decisão de ampliar a suspensão dos jogadores foi feita de forma unanime. Daniel, Juninho e Gabriel Dias, do Ceará, pegaram oito jogos de gancho cada. Já Nino, Jael e Mendoza do Bahia foram a dez jogos de suspensão pela confusão. O atleta Nino Paraíba não foi relacionado para a partida, pois estava cumprindo suspensão pelo terceiro amarelo, invadiu o gramado da Arena Castelão e por conta disso o Bahia foi punido perdendo o mando de campo em uma partida.

No último julgamento, realizado no inicio do mês de junho, Mendoza foi o maior punido (8 partidas). Jael e Nino Paraíba haviam recebido sete jogos de suspensão, enquanto Daniel, Juninho e Gabriel Dias pegaram seis partidas.

Confira imagens do ocorrido: