Esporte na Tela

Jogadores da seleção brasileira se mostram incomodados com a Copa América

O treinador da seleção confirmou conversas internas, mas não deu detalhes sobre a opinião do elenco
Foto: Lucas Figueiredo/CBF Treinamento da Seleção Brasileira no estádio Beira-Rio
Treinamento da Seleção Brasileira no estádio Beira-Rio

A Copa América no Brasil continua levantando debates desde a sua confirmação pelo presidente no começo da semana. Jogadores de outras seleções como o colombiano Juan Quadrado, e os treinadores da seleção chilena, o uruguaio Martín Lasarte, e o da seleção peruana, o argentino Ricardo Gareca se posicionaram contra a realização dessa edição da competição.

Nessa quinta-feira foi a vez dos jogadores da seleção brasileira se reunirem com o treinador, Tite, a comissão técnica e o próprio presidente da CBF, Rogério Cabocla começarem a discutir a participação da Seleção Brasileira na Copa América. Os jogadores mais experientes expressaram a insatisfação com a competição com a realização da competição, após descobrirem que o Brasil sediaria o torneio por meio de redes sociais.

"Inicialmente foi pedido meu. Hoje (quinta-feira), foi pedido e solicitação deles (jogadores) de não estar aqui. Em momento oportuno, eles vão se manifestar", afirmou o técnico após Casemiro não comparecer a entrevista coletiva.

Até o momento, todas as entrevistas coletivas dos jogadores da seleção foram canceladas, o que levanta mais ainda a sensação de descontentamento com o torneio. O treinador não comentou o assunto.

"Depois desses dois jogos, vou externar a minha posição", garantiu o treinador que segue pensando nas eliminatórias da Copa do Mundo.

O Brasil enfrenta o Equador nesta sexta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.