Esporte na Tela

Estádios da Série B do estadual foram liberados pela FFP; entidade faz alerta

As casas de Caiçara, Comercial-PI, Oeirense e Corisabbá foram regularizados e já podem receber as partidas do estadual; FFP alerta para protocolos na pandemia
Foto: FFP Vistoria FFP nos estádios da Série B do Piauiense
Vistoria FFP nos estádios da Série B do Piauiense

Os estádios Deusdeth de Melo, em Campo Maior; Gerson Campos, em Oeiras; e Tibério Nunes, em Floriano, foram regularizados pela Federação de Futebol do Piauí (FFP) para receber as partidas do Campeonato Piauiense Série B. Os locais foram vistoriados na última semana pela entidade.

Com a regularização dos estádios, Caiçara, Comercial-PI, Oeirense e Corisabbá vão poder receber partidas em casa na Série B. Durante as vistorias realizadas pela FFP, os clubes foram notificados sobre os protocolos sanitários e sobre algumas melhorias que devem ser feitas no gramado e na iluminação.

Foto: FFPVitória realizada pela Federação de Futebol do Piauí
Vitória realizada pela Federação de Futebol do Piauí

- Orientamos os clubes que eles estão participando de uma competição com protocolos, que devem obedecê-lo. Foram feitas duas vistorias em cada estádio. Na primeira, passamos as recomendações, 15 dias depois voltamos aos estádios, observando as condições de sanitização, limpeza, iluminação. Em Campo Maior, houve um pedido de manutenção da parte hidráulica – explicou Daniel Araújo, Superintendente da FFP.

Os jogos da primeira rodada do Campeonato Piauiense Série B estão previstos para acontecer dos dia 28 de agosto até o dia 01 de setembro. O superintendente ressaltou novas vistorias após as partidas.

- Depois da primeira rodada, faremos uma avaliação. Caso não funcionem da maneira correta, chamaremos os administradores para as adequações necessárias – ressaltou o superintendente.

Por conta da pandemia da Covid-19, os jogos da competição deverão ocorrer de portões fechados, sem a presença de público. Os clubes também são responsáveis pelo cumprimento do distanciamento, proibidos de promover aglomerações.