Esporte na Tela

Cruzeiro e Dedé chegam a um acordo e zagueiro e deve ficar livre no mercado

Desde janeiro o defensor estava na justiça cobrando R$ 35 milhões atrasados da raposa
Foto: Divulgação/ Cruzeiro Zagueiro Dedé chegou a acordo com o Cruzeiro na Justiça
Zagueiro Dedé chegou a acordo com o Cruzeiro na Justiça

Nesta quinta-feira chegou ao fim a novela entre Dedé e o Cruzeiro. O zagueiro moveu uma ação, em janeiro deste ano, na Justiça do Trabalho alegando uma “falta grave do empregador, solicitou a rescisão do contrato de forma indireta. O jogador declarou que que está com 10 meses de salário em atraso "referente ao fraudulento contrato de cessão e uso de imagem" (R$ 300 mil mensais), além de seis meses sem receber de salários fixos na carteira (R$ 450 mil mensais) e mais quatro meses sem receber o depósito do FGTS.

Após meses de negociação, nesta quinta-feira, o zagueiro e o clube chegaram a um acordo e pagou cerca de R$ 16,6 milhões ao atleta. O valor será pago em um total de 60 parcelas que começam apenas em janeiro de 2022. Um dos pedidos do jogador era a rescisão do contrato com o clube, que vai até dezembro deste ano, e um oficio já foi enviado a Confederalção Brasileira de Futebol (CBF) para solicitar a rescisão e publicação no BID.

Dedé está sem disputar jogos oficiais desde 2019, mas vem realizado treinos físicos e com bola no Rio de Janeiro. O zagueiro tem passagem clubes do Rio de Janeiro como Volta Redonda e Vasco da Gama. O jogador tem 33 anos, completados nesta quinta-feira, e atuou em 188 jogos do Cruzeiro, com 15 gols e sete título.