Esporte na Tela

Conmebol suspende árbitros da partida entre Boca e Atlético-MG

Um gol mal anulado gerou uma insatisfação pela entidade e suspendeu por tempo indeterminado o arbitro de campo e o VAR
Foto: Staff Images/Conmebol Árbitro anula gol do Boca contra o Atlético
Árbitro anula gol do Boca contra o Atlético

Não foi apenas a partida entre Cerro Porteño e Fluminense que gerou questionamentos com relação a arbitragem. Um lance na partida entre Boca Juniors e Atlético-MG causou polemica e pouco mais de sete minutos de paralização. O Lance era a análise de um gol do Boca o que acabou não sendo marcado, após uma interpretação errada do árbitro de vídeo.

A Conmebol, após a partida, entendeu que o lance é um dos considerados “erros graves” que o arbitro de vídeo e o arbitro de campo cometeram durante a partida. Confira, abaixo, a conversa entre Andrés Rojas (árbitro de campo) e Derlis Lopes (VAR) feito durante a partida.

A Conmebol declarou, por meio de nota, que a dupla está afastada por tempo indeterminado por conta dos erros na partida. Confira a nota divulgada pela entidade:

"As atuações do sr. Andrés Rojas, árbitro principal, e do sr. Derlis Loes, Árbitro VAR, designados para a partida, foram analisadas tecnicamente por esta comissão, concluindo que os mesmos incorreram em erros graves no exercícios das suas funções (...), pontualmente na seguinte situação: - Min 34' - Anulação do Gol do clube Boca Juniors, por suposta falta. Resolve: suspender os árbitros por tempo indeterminado"

Atlético Minério e Boca Juniors ficaram no empate em 0 a 0 na primeira partida das quartas de final. As equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, no Estádio Mineirão, para definir quem vai avançar para as quartas de final do torneio. Caso o placar também fique no empate, sem gols, durante o tempo regulamentar, o regulamento da competição diz que a decisão será feita nos pênaltis. Caso o empate seja com gols, o Boca se classifica pelo critério de gol fora de casa.