Esporte na Tela

Com 10 pendurados, Altos é o mais indisciplinados na Série C

O Jacaré tem a maior média de cartões dentre os 20 clubes que participam da terceira divisão nacional
Foto: Pablo Silva Tiaguinho, do Altos, recebendo cartão vermelho por empurrão na partia contra a Jacuipense
Tiaguinho, do Altos, recebendo cartão vermelho por empurrão na partia contra a Jacuipense

O Altos entra em campo neste final de semana para a 12ª rodada do Campeonato Brasileiro Série C com quase metade do elenco pendurado. O Jacaré, nesta temporada, somou 47 cartões amarelos recebidos com uma média de 4 cartões por partida. Essa é a maior média de cartões da terceira divisão nacional nesta edição.

Com esse retrospecto, o Altos vai para a partida contra a Tombense com nada menos que dez atletas pendurados. O treinador do clube, Paulinho Kobayashi, explica que o número elevado de cartões é reflexo dos erros da equipe em campo.

- Quando você tem de fazer uma falta é porque você errou, porque está correndo atrás, porque você não está conseguindo jogar e acaba cometendo uma falta para matar a jogada e acaba tomando um cartão – explica Kobayashi.

Rafael Araújo, Ray, Betinho, Jorginho, Manoel, Lucas Campos, Wesley, Tiaguinho, Lucas do Carmo e Netinho são os jogadores que estão pendurados e não podem se descuidar para não desfalcarem a equipe na próxima partida. O treinador destacou que em sua estreia a frente da equipe o número de cartões diminuiu, e fala sobre a implantação do seu estilo de jogo no time.

- Nesse jogo mesmo, nós tomamos dois cartões. São dois cartões que já não entram nessa média. Se for dividir o número de cartões pelo número de jogos, a média é maior do que essa, mas a tendência é melhorar – apontou o técnico.

Apesar do alto número de cartões, o treinador blinda o time em algumas situações durante as partidas. O técnico afirmou que as vezes é importante parar uma jogada para evitar o gol adversário e relembra o vermelho recebido por Tiaguinho, na partida contra a Jacuipense.

- Não pode deixar de fazer falta, porque, às vezes, você atrasa uma jogada, evita um gol, a gente entende. Até mesmo a última expulsão do Tiaguinho, eu não estava no comando e foi uma expulsão acho que muito positiva. A gente sabe que era essencial fazer aquela falta, tanto é que o Altos não tomou o gol, então tem expulsões que a gente entende que eram necessárias, tudo é questão do momento, e a gente entende que muitos cartões podem prejudicar, principalmente no decorrer da competição, para que a gente não possa perder nenhum atleta - defende Kobayashi.