Esporte na Tela

Brasileiros dominam competições continentais e G4 pode virar G9 no Brasileirão

Com as finais da Libertadores e da Sul-americanas 100% brasileiras, as equipes da primeira divisão nacional podem ganhar mais vagas nos torneios da próxima temporada
Foto: Libertadores Oficial/ Divulgação Taça da Copa Libertadores da América
Taça da Copa Libertadores da América

Com a classificação do Athletico Paranaense para a decisão da Copa Sul-Americana, contra o Red Bull Bragantino, e a definição da final da Copa Libertadores da América entre Flamengo e Palmeiras, o número de times brasileiros em torneios continentais em 2022 será o maior da história.

O G-6, classificados diretamente para a Libertadores, pode virar um G-9 na próxima temporada. Para este aumento considerável no número de classificados, os atuais finalistas da libertadores (Flamengo e Palmeiras), da Sul-Americana (Athletico Paranaense e Red Bull Bragantino), e da Copa do Brasil (Athletico, Flamengo, Atlético-MG ou Fortaleza) precisam terminar no pelotão de cima do Campeonato Brasileiro Série A.

Os primeiros seis colocados do campeonato são Atlético-MG, Bragantino, Flamengo, Fortaleza e Palmeiras. Na situação atual, o G-6 se tornaria G-9 na próxima temporada.

Inicialmente os times brasileiros tem sete vagas na Libertadores de 2022 (campeão da Copa do Brasil e os seis primeiros do Brasileirão). Com brasileiros definindo a Sul-americana e a Libertadores nesta temporada, o país teria nove representantes na próxima libertadores, sendo a maior da história.

CONFIRA AS POSSÍVEIS COMBINAÇÕES PARA AS VAGAS:

  • Para ser G7: Só um campeão figurar entre os 7 primeiros da Série A

  • Para ser G8: Dois dos três campeões figurarem entre os 8 primeiros da Série A

  • Para ser G9: Os três campeões figurarem entre os 9 primeiros da Série A

Confira o que diz regulamento do Brasileirão sobre a distribuição das vagas

Caso um clube obtenha acesso à Libertadores de 2022 através de uma das duas competições continentais (na hipótese de conquistar a Libertadores de 2021 ou a Sul-Americana de 2021) e também por intermédio de uma das competições nacionais (Brasileirão 2021 ou Copa do Brasil de 2021), este clube ocupará a vaga destinada à Conmebol, com a vaga 6 oriunda do Brasileirão 2021 ou da Copa do Brasil 2021, conforme o caso, sendo repassada ao clube melhor colocado no campeonato, excluídos os clubes já classificados.

Caso um clube obtenha acesso à Libertadores de 2022 através da Copa do Brasil e também por intermédio do Brasileirão, este clube ocupará a vaga destinada à Copa do Brasil, com a vaga oriunda do Brasileirão sendo repassada ao clube melhor colocado no campeonato, excluídos os clubes já classificados.