Esporte na Tela

Altos se reapresentou nesta segunda com mudanças na comissão técnica

O treinador Marcelo Vilar se despediu do Jacaré e Paulinho Kobayashi vai assumir a posição até o final da Série C
Foto: Gustavo Cavalcante Marcelo Vilar, ex-treinador do Altos
Marcelo Vilar, ex-treinador do Altos

Nesta segunda-feira o Altos fez uma alteração na equipe técnica do clube. O treinador Marcelo Vilar, que estava na equipe desde o final do Campeonato Piauiense, sai para dar lugar a Paulinho Kobayashi. A mudança de treinador perto da reta final do Campeonato Brasileiro Série C é explicada pelo presidente do Altos, Warton Lacerda.

- Vilar foi um treinador que me aproximei muito dele, a gente conversava muito. Participo muito dos treinos, de viver o dia-a-dia do clube, da comissão técnica. É um cara muito correto, que nos ajudou no tricampeonato do Piauiense, fez um bom início de Série C. Futebol é resultado, e nas últimas partidas os resultados não estavam vindo. Não posso afirmar que isso era (por causa) do professor, acredito que não seja disse Warton.

Sob o comando de Vilar, o Altos não estava em uma boa fase na terceira divisão do campeonato brasileiro. A notícia do desligamento do treinador veio após o resultado negativo na última rodada, com a derrota por 2 a 1 contra o Volta Redonda. Há três jogos sem vencer, incluindo o empate com a Jacuipense dentro de casa, o Altos está há dois pontos da zona de rebaixamento com 12p na 7ª colocação.

- Kobayashi conhece boa parte do elenco, se identifica com o clube. Acredito que é uma chegada que vai nos ajudar muito nesse momento explicou Warton, sobre o novo treinador.

A reestreia de Paulinho Kobayashi no comando do jacaré será nesta sexta-feira, frente ao Ferroviário. A partida às 20h, no Estádio Albertão. A partida será crucial para o Altos poder respirar aliviado na terceira divisão e se distanciar da zona da degola.

Confira os números do Altos sob o comando de Marcelo Vilar:

  • 9 jogos

  • 10 vitórias

  • 4 empates;

  • 5 derrotas;

  • 34 gols marcados;

  • 24 gols sofridos.