Esporte na Tela

Seleção Olímpica treina pensando na semifinal das Olímpiadas

Neste final de semana a equipe que entrou em campo nas quartas fez um treino regenerativo; equipe reserva realizou um treino com bola. Mateus Cunha segue como dúvida para a semi
Foto: Lucas Figueiredo/CBF Paulinho em treino da Seleção Olímpica em Tóquio
Paulinho em treino da Seleção Olímpica em Tóquio

Neste final de semana a Seleção Olímpica continuou a caminhada em busca do ouro olímpico. A equipe comandada pelo treinador André Jardine voltou aos treinos pensando na semifinal, frente o México. A seleção foi dividida em dois grupos para se prepara para o confronto.

A equipe que entrou em campo e disputou as quartas de final, frente ao Egito, realizou um treino regenerativo, e não treinaram com bola, para evitar lesões antes da partida. Já equipe reserva, e o goleiro Santos, foram a campo para um treino tático conduzido por Jardine.

A única dúvida dentre os jogadores da seleção é o atacante Mateus Cunha que está tratando uma contratura na coxa, sentida durante a partida frente o Egito. O departamento médico ainda acompanha a evolução do tratamento do jogador, e até agora é uma dúvida para a próxima partida.

“Matheus é um atleta muito dedicado. Iniciou tratamento logo após o jogo e seguiu pela madrugada. Ele está reagindo muito bem. Mas o intervalo entre os jogos é muito curto. Não temos como fazer qualquer previsão. O caso dele requer avaliação constante. Vamos aguardar até horas antes da partida”, explicou Marco Azizi, médico da Seleção Olímpica.

A seleção brasileira ainda vai realizar um novo treino nesta segunda-feira para acertar os últimos detalhes para a semifinal. O Brasil entra em campo conta o México, às 5h (horário de Brasília), no Estádio de Kashima em partida valendo uma vaga na final das Olímpiadas de Tóquio 2020.