Esporte na Tela

Rashford, Sancho e Saka são alvos de racismo após derrota na Eurocopa

Após desperdiçarem pênaltis na final contra a Itália os atletas foram ofendidos com termos racistas em suas redes sociais; Mural de Rashford foi vandalizado em Manchester
Foto: Reprodução/@England Diretor consolando atleta da seleção inglesa após a disputa de pênaltis
Diretor consolando atleta da seleção inglesa após a disputa de pênaltis

Após a derrota, pelo placar de 1 a 0, na Eurocopa, três jogadores da Inglaterra estão sendo alvos de ofensas racistas nas redes sociais. Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka estão sendo ofendidos por perderem na disputa de pênaltis na decisão. Os três atletas são negros e as ofensas são, em grande maioria, comparando os jogadores a macacos.

Os ataques não se restringiram as redes sociais. O preconceito virou vandalismo após um mural em homenagem ao aleta Marcus Rashford ser pichado em Manchester na madrugada desta segunda-feira. O atacante norueguês, Haaland, companheiro de Sancho no Borussia Dourtmond defende o companheiro e os atletas vítimas de racismo.

"Não entendo por que ainda há espaço para racismo e discriminação. Nunca vamos nos cansar de lutar contra qualquer forma de discriminação. Em vez de receberem aplausos por terem coragem de bater os pênaltis, esses jovens são atacados com insultos racistas. Estou sem palavras", afirmou o atacante.

O jornal britânico, The SUN, também defendeu os três jogadores estampando sua capa com a frase "We've got your back" (Nós protegemos vocês) afirmando que o país inteiro está unido contra o racismo.

Foto: ReproduçãoCapa do Jornal "The Sun" apoiando atletas da seleção inglesa
Capa do Jornal "The Sun" apoiando atletas da seleção inglesa

O astro da seleção inglesa, Harry Kane, também foi as suas redes sociais se posicionar sobre o caso. O atacante demonstrou apoio aos três companheiros de seleção afirmando "Se você ofende qualquer pessoa nas redes sociais, não é um torcedor da Inglaterra e nós não queremos você.” Em sua página oficial.

Por meio de nota a Football Association (FA), entidade que controla o futebol na Inglaterra, se pronunciou sobre a situação. A federação condenou a atitude dos suporstos torcedores da seleção e condenou todo e qualquer ato de racismo no futebol.