Esporte na Tela

Presidente do STF marca sessão extraordinária sobre suspenção da Copa América

Luiz Fux respondeu nesta terça-feira a despacho da ministra Cármen Lúcia, relatora do projeto que pede a suspenção do torneio
Foto: André Durão Presidente do STF, Luiz Fux
Presidente do STF, Luiz Fux

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, marcou para a próxima quinta-feira (10) uma sessão extraordinária para julgar a realização da Copa América. O presidente do STF acatou o pedido da relatora do supremo Cármen Lúcia, e vai ações que querem barrar a realização da Copa América de futebol no Brasil. O julgamento vai ser realizado em 24h começando exatamente às 00:00 da quinta-feira.

Desde a confirmação de que a Copa América seria realizada no Brasil, o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Socialista Brasileiro (PSB) imediatamente ingressaram com pedidos no STF para barrar a realização do torneio. O julgamento será realizado de forma extraordinária pois o torneio está previsto para começar já nesse domingo (13), no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

"Considerando a fundamentada excepcionalidade do caso e a expressa previsão do art. 21-B, § 4º, do RISTF e do art. 5º-B da Resolução nº 642/2019, acolho a solicitação apresentada pela eminente Ministra Relatora, para inclusão do feito em sessão virtual extraordinária do Plenário desta Corte", afirmou o despacho do presidente do STF, Luiz Fux.

A realização do torneio no Brasil vem sendo bastante criticado por especialistas em saúde pública. O principal argumento contra a realização do torneio é o grande número de mortes por conta da pandemia que ,até o momento, acumula cerca de 474,6 mil mortes por Covid e 16,9 milhões de casos confirmados da doença.