Esporte na Tela

Neymar tenta, mas boicote dos jogadores a Copa América não avança

O camisa 10 tentou contato com outros jogadores, mas até agora não houve resposta
Foto: Lucas Figueiredo/CBF Neymar e outros jogadores não estão satisfeitos com a Copa América no Brasil
Neymar e outros jogadores não estão satisfeitos com a Copa América no Brasil

O camisa 10 do PSG e da seleção, Neymar, esteve entrando em contato com lideranças de outros times, e busca apoio em boicote a Copa América. O jogador seria um dos atletas que o técnico Tite, confirmou em entrevista, que não estaria satisfeito com a realização da competição no Brasil por conta da pandemia.

O atacante teria entrado em contato com os jogadores equatorianos Enner Valencia e Airton Preciado, para conversar sobre o movimento, mas até agora não houve avanços. Os jogadores brasileiros mais experientes, teriam tido uma reunião com o presidente da CBF sobre a competição e de acordo com o jornal espanhol AS, os jogadores da seleção teriam cravado que não disputariam o torneio.

Algumas seleções, inclusive a equatoriana, reafirmaram sua participação na Copa América 2021 pois veem a o torneio como uma vitrine para jogadores que atuam no futebol local. Fora a exposição dos atletas, a premiação de $ 4 milhões para participar da primeira fase, podendo chegar a US$ 9 milhões com o vice-campeonato e US$ 14 milhões com a conquista do título é um atrativo a mais para as seleções que desde o ano passado estão sem calendário.

Em uma reunião, pedido por jogadores mais experientes na seleção, com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Caboclo teria pedido a demissão do coordenador da seleção, Juninho Paulista, por incompetência. Vale ressaltar que o presidente Rogério Caboclo é alvo de um escândalo envolvendo assédio sexual a uma funcionária da CBF, em denuncia divulgada nessa sexta-feira.