Esporte na Tela

"Não é por conta do erro" explica Tite sobre ausência de Renan Lodi

O treinador afirmou que conversou com o atleta e explicou o motivo de não o convocar para os jogos das Eliminatórias
Foto: Lucas Figueiredo/CBF Renan Lodi em ação na partida entre Brasil x Equador, pela Copa América
Renan Lodi em ação na partida entre Brasil x Equador, pela Copa América

O treinador da Seleção Brasileira, Tite, divulgou nesta sexta-feira os 25 convocados para disputar as próximas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo 2022. Dentre os jogadores convocados, a ausência dos laterais Renan Lodi e Douglas Luiz foi sentido pela torcida. O treinador, e entrevista coletiva, explicou o motivo de não convocar os laterais que vinham figurando as últimas convocações do treinador.

O volante do Aston Villa, Douglas Luiz, e o lateral do Atlético de Madrid, Renan Lodi, não entraram na lista de 25 convocados para os jogos contra o Chile, Argentina e Peru, pelas eliminatórias da Copa. Os jogadores foram titulares em quatro dos seis jogos das Eliminatórias com o técnico Tite.

O treinador da seleção revelou que ligou para Lodi para informar a decisão. O treinador também destacou que a sua decisão não tem ligação com a falha do jogador na final da Copa América.

O Renan Lodi não vem participando dos jogos, mas de treinamentos. E fundamentalmente eu conversei com ele porque não é por conta do erro individual que não volta, aqui não tem isso. Aqui ninguém quer cortar cabeça – disse Tite. – É um grande atleta, com um grande caráter e vai concorrer com os demais. Já mostrou o quanto é útil e a qualidade que tem. Merece meu respeito. Disse a ele, por vídeo, que não seria convocado – completou o técnico.

Sobre o volante do Aston Villa o treinador não se prolongou sobre a ausência, mas revelou que está acompanhando a evolução do medalhista olímpico.

Quando a gente fala sobre competição em alto nível, é isso. Eles vão continuar sendo acompanhados. É o Douglas retomar o seu melhor nível, jogar muito no seu clube e voltar - afirmou.

O Brasil entra em campo no dia 2 de setembro para o primeiro das três partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo contra o Chile. No dia 5 é a vez de enfrentar a Argentina na Neo Química Arena, em São Paulo. Por último, no dia 9, enfrenta o Peru, na Arena Pernambuco, no Recife.