Esporte na Tela

Messi lamenta empate pelas Eliminatórias, e por não homenagear ídolo argentino

A Albiceleste empatou em 1x1 com o Chile na última quarta-feira dentro de casa
Foto: Divulgação/AFA Seleção Argentina na inauguração de estatua homenageando Maradona
Seleção Argentina na inauguração de estatua homenageando Maradona

A Argentina enfrentou nessa quarta-feira o Chile em Santiago del Estero, em jogo válido pela sétima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. O gol dos Hermanos saiu dos pés do camisa 10, Messi, aos 23 minutos do primeiro tempo. Já a La Roja conseguiu chegar ao empate com a estrela do time Alexis Sánchez aos 35, também do primeiro tempo.

A Argentina continua como a segunda colocada da tabela das eliminatórias com 11 pontos conquistados. O empate veio com um gosto amargo, principalmente para o camisa 10 da Argentina, Lionel Messi. O capitão da seleção argentina queria dedicar a vitória, dentro de casa, a lenda da Seleção Albiceleste Diego Maradona, falecido em novembro do no passado.

- Foi uma partida muito especial porque foi a primeira sem Maradona. Queríamos dar a vitória ao Diego e representar a seleção nacional como ele sempre fez. Sabemos o que a seleção nacional significava para ele, mesmo que não estivesse no estádio, estava sempre lá. Também foi uma pena não ter público por conta da pandemia – afirmou o atacante argentino Lionel Messi, citado pela agência de notícias “Reuters” após a partida contra o Chile.

A Seleção Argentina também prestou uma homenagem ao eterno camisa 10 argentino antes da partida. Com a presença de Messi, a seleção inaugurou uma estátua de cinco metros e duas toneladas, em um dos acessos do Estádio Único de Santiago del Estero.

Os Argentinos, após o confronto com o Chile, voltam suas atenções para o jogo contra a Colômbia, em Barranquilla na próxima terça-feira. O Chile volta aos gramados também na próxima terça-feira, encarando a Bolívia em Santiago.