Esporte na Tela

Conmebol multa Tite por criticas à organização da Copa América

O treinador da seleção brasileira declarou, antes da estreia, que a competição foi feita de maneira “atoalhada”
Foto: Mateus Bonomi/AGIF Tite foi punido por fazer críticas à Conmebol
Tite foi punido por fazer críticas à Conmebol

Nesta quinta-feira a Conmebol multou o treinador da seleção brasileira, Tite, por criticar a organização da Copa América. O treinador, em uma entrevista coletiva antes da partida contra a Venezuela, criticou a organização desta edição da Copa América definindo-a como “atoalhada”. A multa ao treinador é no valor de US$ 5 mil (cerca de R$ 24,6 mil).

A punição do treinador não cabe recurso. O valor da multa será debitado da premiação que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ao fim da competição, no mês de Julho. Durante a entrevista que gerou a punição, o treinador também criticou a realização da competição no Brasil por conta da atual situação da pandemia.

"Foi definida a Copa América (no Brasil). A organização foi atabalhoada. [...] Nós pedimos ao presidente (da CBF, Rogério Caboclo), eu pedi, o (coordenador) Juninho pediu, os atletas pediram, para, antes dela ser definida no Brasil, nós pedimos para ser consultados antes. Nós fomos leais e pedimos isso antes. Antes mesmo de ser levado ao presidente da República, antes de levar ao país. E nós colocamos essa situação de que não gostaríamos (que a Copa América fosse no Brasil), pelo que estava envolvido, a questão sentimental (pelo grande número de mortes causado pela COVID-19)", afirmou Tite durante a entrevista coletiva na Granja Comary, Rio de Janeiro.

A crítica a organização da competição não foi a única do treinador na competição. Após a vitória contra a Colômbia, pelo placar de 2 a 1, nessa quarta-feira, o treinador criticou também a situação do gramado do Estádio Nilton Santos.