Esporte na Tela

Com 15 minutos de jogo, Anvisa interrompe clássico entre Brasil e Argentina

O órgão paralisou a partida por conta do descumprimento de regras sanitárias por quatro atletas argentinos
Foto: Bruno Cassucci Neymar e Messi conversam com Tite durante interrupção de Brasil x Argentina
Neymar e Messi conversam com Tite durante interrupção de Brasil x Argentina

O clássico entre Brasil e Argentina surpreendeu a todos os torcedores, mas não pelo futebol. Com 15 minutos de jogo a partida foi interrompida por membros da Anvisa e da Polícia Federal. O motivo foi a violação de regras sanitárias de quatro atletas argentinos que, ao entrar no país, não comunicaram a Inglaterra, ondem atuam.

Os atletas que foram apontados pela Anvisa foram Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero. O quarteto atua na Premier League, primeira divisão do futebol inglês, e informaram que não estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias assim que desembarcaram no Brasil, na última sexta-feira.

Após o clássico ter sido interrompido na Neo Quimica Arena, em São Paulo, a Conmebol comunicou que pelo fato de o torneio (Eliminatórias da Copa do Mundo) ser realizado pela FIFA, a entidade nacional vai decidir os próximos passos. A Comissão Disciplinar vai receber tanto o árbitro como o delegado da partida para entender a situação.

A Anvisa, por meio de nota, explicou que que os quatro prestaram informações falsas na chegada ao Brasil e diz que teve sua atuação "protelada" já na Arena.

Na manhã deste domingo, a Anvisa notificou a Polícia Federal, e até a hora do início do jogo envidou esforços, com apoio policial, para fazer cumprir a medida de quarentena imposta aos jogadores, sua segregação imediata e condução ao recinto aeroportuário. -  declarou o órgão por meio de nota.

As tentativas foram frustradas, desde a saída da delegação do hotel, e mesmo em tempo considerável antes do início do jogo, quando a Anvisa teve sua atuação protelada já nas instalações da arena de Itaquera – diz outro trecho da nota.

A decisão de interromper o clássico após o apito inicial provocou um enorme mal-estar entre os jogadores da Seleção Argentina. O técnico da Albiceleste, Lionel Scaloni, lamentou toda a confusão gerada com seus atletas.

- Eu fico muito triste e não busco nenhum culpado. Se passou ou não passou algo, não era o momento para fazer essa intervenção - declarou o treinador argentino.

Até o momento, não existe nenhuma informação sobre a perda de pontos de alguma das duas seleções nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. A punição de alguma das seleções ou a remarcação da partida deve ser dada pela FIFA nas próximas horas.

 Após a partida ter sido interrompida os atletas da Seleção Brasileira, sob o comando do técnico Tite, realizaram um rachão com público no estádio. A interrupção da partida foi duramente criticada pela imprensa argentina. "Papelão mundial brasileiro", publicou o jornal "Olé".

Foto: ReproduçãoDiário Olé repercute a interrupção do jogo entre Brasil e Argentina
Diário Olé repercute a interrupção do jogo entre Brasil e Argentina