Esporte na Tela

A Eurocopa finalmente vai ter seu pontapé inicial nessa sexta-feira

A competição tem inicio hoje as 16h com a partida entre Turquia e Italia
Foto: Divulgação/Eurocopa A Eurocopa 2020 tem seu pontapé inicial nessa sexta-feira
A Eurocopa 2020 tem seu pontapé inicial nessa sexta-feira

A Eurocopa tem seu inicio oficial hoje, e conta com uma partida incrível na estreia. A Itália, que volta a disputar a Eurocopa após cinco anos, vai enfrentar a Turquia no estádio Estádio Olímpico, em Roma.

Após uma boa campanha das eliminatórias para a copa do mundo, a Turquia chega com uma moral elevada para a estreia. Sob o comando do técnico Senol Günes, as Estrelas Crescentes chegam com uma sequencia de duas vitórias (Moldávia e Azerbaijão) e um empate (Guiné), e buscam uma campanha com grandes objetivos.

“Eu não diria que somos os favoritos deste grupo, mas espero que no fim sejamos os vencedores. Espero encarar a Itália na final do torneio. Lembro quando isso ocorreu contra o Brasil na Copa de 2002. É muito bom pois os times já se conhecem. Acho que aprenderemos muito com o jogo de amanhã. Posso dizer que todos meus 26 jogadores estarão prontos para o jogo de amanhã. Queremos que seja um jogo bonito. O futebol é um esporte que ensina bastante. Espero que todos assistindo se divirtam.” Declarou o treinador da seleção turca em entrevista coletiva nessa quinta-feira.

Já a Italia faz a sua reestreia na competição na partida de hoje. A Azzurri, campeã da Eurocopa de 2002, também vem com um retrospecto muito positivos das últimas partidas. A Itália atualmente integra a 7º colocação no ranking da FIFA de seleções e, com o elenco titular, a Azzuri não perde há quase um ano. A seleção também figura entre as favoritas para conquistar o título esse ano do torneio pela imprensa europeia.

CONFIRA A FICHA TÉCNICA DA PARA A PARTIDA:

Turquia x Itália

Eurocopa - Grupo A - Rodada 1

Data e horário: 11/06/2021, às 16h (de Brasília)

Local: Estádio Olímpico, em Roma (ITA)

Transmissão: SporTV

Prováveis escalações:

TURQUIA (Técnico: Senol Günes)

Çakir; Çelik, Demiral, Söyüncü e Meras; Yokuslu, Tufan, Çalhanoglu, Ünder e Kenan; Yilmaz.

ITÁLIA (Técnico: Roberto Mancini)

Donnarumma; Florenzi, Bonucci, Chiellini e Spinazzola; Barella, Jorginho e Locatelli; Berardi, Immobile e Insigne.