Mercado

Flamengo e Felipe Melo conversam sobre possível volta

Diretoria sonda valores salariais do volante de 33 anos, que ainda não decidiu sobre volta ao Brasil. Futebol chinês é forte concorrente.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016 às 11:18

atualizado em 27 de outubro de 2016 às 11:18

Felipe Melo mostra com orgulho o tijolinho com seu nome que foi para o Ninho do Urubu (Foto: Divulgação)

Para o Flamengo, é hora de voltar. Na última semana o clube fez sua segunda tentativa de repatriar o volante Felipe Melo que atualmente defende a Internazionale de Milão. As conversas estão em fase inicial e o jogador, hoje com 33 anos, analisa os prós e contras do possível retorno. Felipe Melo se despediu do Flamengo há mais de 13 anos. Seu último jogo com a camisa do mengão foi em 6 de abril de 2003 na vitória por 2 a 1 sobre o Bahia.

No meio do ano houve uma primeira tentativa. O Flamengo conversou com Felipe e seu pai, José, mas a pedida salarial do jogador foi vista pelo clube como inviável. Recentemente houve uma nova aproximação, e os valores já parecem mais viáveis, pelo menos do ponto de vista do Rubro-Negro. Entretanto, uma proposta oficial ficou de ser enviada, o que ainda não ocorreu. A ideia do clube é firmar um vínculo de três anos de duração.

Felipe Melo demonstra vontade de em algum momento retornar ao Flamengo, clube pelo qual disputou 71 partidas – a última delas em 6 de abril de 2003, em vitória por 2 a 1 sobre o Bahia – e marcou 11 gols – o primeiro deles em seu segundo jogo como profissional. No entanto, sua família acredita que ainda não seja a hora de voltar.

Brasil ou China?

O processo de repatriação tem um forte concorrente: o futebol Chinês. Este, aliás, é seu destino mais provável caso Felipe Melo deixe a Itália. O volante tem contrato com a Inter até maio de 2017, mas o Rubro-Negro acredita que Felipe poderá fazer como ocorreu com Diego e acertar uma rescisão amigável.

Mesmo afastado por mais de uma década, Felipe Melo faz questão de manter sua identidade rubro-negra. Constantemente o jogador se manifesta em redes sociais para comemorar os sucessos da equipe e até já posou com um tijolinho com seu nome, mostrando ter contribuído financeiramente para a construção do CT Ninho do Urubu. Desde que deixou a Gávea, Felipe passou por Cruzeiro, Grêmio, Mallorca, Racing Santander, Almería, Fiorentina, Juventus e Galatasaray, antes de chegar  à Inter de Milão.

Fonte: Globo Esporte / Redação

Leia também

Comentários (0)

postar comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*